Apreendedorismo: Dicas e Materiais sobre Empreendedorismo, Negócios e Marketing

Como calcular a margem de lucro da minha empresa de forma correta?

Um dos principais erros dos empreendedores de primeira viagem é não fazer o controle correto dos indicadores de resultado de seu negócio. Muitos avaliam a saúde financeira apenas pela receita, esquecendo de fatores como custos e margem de lucro.

Esse último ajuda a compreender o percentual de retorno sobre os investimentos feitos, ou seja, o quanto da receita é realmente lucro para o negócio. Fazendo o cálculo, talvez você perceba que mesmo faturando muito, sua margem é de apenas 1% ou ainda pior: negativa.

Dessa forma, esse indicador é fundamental para compreender o desempenho real da empresa e também de seus produtos ou serviços. Através dele, é possível decidir quais mudanças na estratégia do negócio aumentarão sua lucratividade e competitividade no mercado.​

Pensando nisso, colocamos abaixo as principais informações sobre a margem de lucro, mostrando como calcular esse indicador de forma correta e usá-lo no seu negócio. Acompanhe!

Como calcular a margem de lucro?

Primeiro, vamos entender como fazer o cálculo desse indicador. O método é bem simples: basta traçar a relação entre o lucro e a receita de um mesmo período. Dessa forma, temos:

margem de lucro = (lucro do período/receita do período) x100

Para ficar mais claro, vamos imaginar o seguinte exemplo: uma empresa que vende cosméticos faturou 100 mil em seu primeiro mês de operação. Desse valor, apenas 10 mil foram realmente lucro. Seguindo nossa fórmula, a margem de lucro do negócio foi de 10%.

O cálculo pode ser feito para diferentes períodos, como trimestres, semestres e até para o ano. Além disso, é indicado avaliar a margem de lucro de cada produto ou serviço, identificando quais são mais rentáveis para o negócio — saiba mais sobre isso a seguir!

Margem de lucro do produto ou serviço

O cálculo do indicador para serviços e produtos é o mesmo que o anterior. Porém, nesse caso, usamos os valores referentes apenas ao item analisado no período.

Seguindo o exemplo anterior, imagine que a empresa trabalha com 3 produtos (A, B e C). As receitas de cada um foram 10, 50 e 40 mil, enquanto o lucro foi de 5, 1 e 4 mil, respectivamente. Dessa forma, a margem do produto A seria de 50%, 2% do B e 10% do C.

Olhando apenas para a receita, o produto B seria o melhor da empresa, uma vez que apresenta o maior faturamento. Entretanto, ao olhar para a margem de lucro, percebemos que ele, na verdade, é o que menos gera lucratividade para o negócio, apresentando uma margem de apenas 2%.

Quais variáveis devem ser consideradas no cálculo?

Para calcular a margem de lucro da empresa ou de seus produtos e serviços, é necessário usar três valores: receita, custos e lucro. Entenda melhor como determinar cada um deles:

Receita

A receita é o valor total das vendas dentro de um período. Ela pode ser controlada por softwares de gestão ou de forma manual, sendo a primeira mais eficiente porque evita erros como anotações erradas ou até mesmo esquecimentos.

Esse indicador pode ser analisado por diferentes intervalos — como semana, mês, trimestre, ano, etc. — e por produtos e serviços prestados pela empresa.

Custos

Os custos são todos os gastos da empresa. Eles podem ser divididos em fixos e variáveis, sendo os primeiros relacionados a todos os valores pagos de forma contínua pelo negócio — como aluguel, internet, marketing e outras despesas cujo valor não varia muito. O segundo tipo de custos diz respeito a todos os investimentos ligados à produção ou entrega de produtos e serviços — como embalagem e matéria prima.

Os custos também devem ser levantados dentro de diferentes períodos e analisados por produtos, categorias ou tipos de serviço prestados. Além disso, assim como no item anterior, seu controle pode ser feito de forma automatizada por um sistema de gestão, o que gera maior precisão.

Lucro

Por fim, o lucro é dado pela diferença entre a receita e os custos dentro de um mesmo período. Esse é o valor que será usado na conta da margem de lucro, e sua determinação deve ser feita com muita precisão para que o indicador reflita de fato a realidade do negócio.

Qual a diferença entre margem de lucro bruta e margem de lucro líquida?

A margem de lucro pode ser determinada considerando dois valores: o lucro bruto e o líquido. O primeiro usa o lucro considerando apenas os custos variáveis, enquanto o segundo abrange todos os gastos da empresa, inclusive os fixos.

A margem de lucro líquida é mais precisa e indica o percentual de ganhos após todos os custos reais do negócio. Dessa forma, sua fórmula é determinada por:

margem de lucro líquida = (lucro líquido do período / receita do período) x 100

No nosso primeiro exemplo, caso o custo fixo fosse de 2 mil reais, a margem de lucro líquida passaria de 10% para 8% — ((10-2)/100)) x100) —, mostrando a realidade da empresa em termos de lucratividade.

Como usar o indicador no negócio?

Como falamos, esse indicador pode ser usado para avaliar a saúde financeira do negócio, identificando se o retorno dos investimentos realizados estão positivos e de acordo com o previsto.

Nesse sentido, esse percentual também é usado para mostrar ao mercado o desempenho do negócio em casos em que a empresa busca investidores, acordos financeiros ou venda de ações. Quanto maior a margem, maior a segurança em investir na organização.

Além disso, a margem de lucro pode ser usada para avaliar o desempenho de cada produto ou serviço oferecido pela empresa. Analisando seu valor, fica mais fácil determinar quais itens devem ser mantidos e quais precisam ser descontinuados ou modificados para melhorar o resultado geral do negócio, reduzindo custos e aumentando a lucratividade.

Fica evidente que a margem de lucro, assim como outros indicadores, são fundamentais para ter um negócio mais eficiente e saudável. Dessa forma, se você ainda não tem a prática de realizar esses cálculos, é melhor começar.

Gostou de saber mais sobre a margem de lucro e como acompanhar esse indicador no seu negócio? Acha que este conteúdo pode ajudar outras pessoas? Então compartilhe o post em suas redes sociais!

Quer ficar por dentro de todas as novidades? Cadastre-se e receba nossos conteúdos