Apreendedorismo: Dicas e Materiais sobre Empreendedorismo, Negócios e Marketing

Conheça os 7 principais erros de gestão e saiba como evitá-los

Começar um negócio nunca é fácil, pior ainda quando ele é o primeiro. Mas por que assumir esse risco e buscar o sucesso como empreendedor mesmo assim?

A verdade é que, enquanto falta experiência em quem está começando agora, sobra determinação, motivação e boas ideias. Para acertar de primeira e transformar sua visão em realidade, basta ter foco e estudar sobre os obstáculos mais comuns que você pode enfrentar.

Para ajudá-lo nessa caminhada, listamos 7 erros de gestão que você não pode cometer e como evitá-los. Acompanhe!

1. Perder o foco de estratégias de negócio

Como qualquer empreendedor de primeira viagem, você sabe o quanto é importante elaborar um plano de negócio — isso significa estudar o mercado, a viabilidade da sua ideia, como será a prática operacional e saber quais investimentos serão necessários.

O que você pode ainda não ter enfrentado é uma situação comum em empresas de qualquer setor ou tamanho: deixar que o peso da rotina faça o gestor perder de vista o objetivo que ele mesmo traçou.

Crises, conflitos com fornecedores, demandas novas do público-alvo: todos esses acontecimentos corriqueiros na vida de um empreendedor são uma tentação para tomar decisões por impulso e fazer mudanças na base de remendos. Para não cair nessa armadilha, a palavra mais importante é foco.

O seu plano de negócio precisa ser um guia que projete ações e investimentos em curto, médio e longo prazos, que abra espaço para ajustes de emergência, mas que sejam padronizados em uma metodologia coerente.

Além disso, o bom gestor tem ferramentas para avaliar a evolução da empresa e criar checkpoints de alinhamento periódicos (mensais, trimestrais, anuais) quando ele faz uma análise dos últimos objetivos, de como o mercado mudou nesse tempo e cria novas metas para agir e reagir no futuro.

2. Não se preparar para utilizar um sistema de gestão

Todo empreendimento começa pequeno e com processos relativamente simples, mas o que vai acontecer quando você atingir o sucesso que tanto deseja? O quanto antes você se preparar para uma gestão organizada, mais fácil será colher os frutos no futuro.

Um sistema de gestão, ou ERP, é um software capaz de centralizar as informações relevantes de todos os departamentos para que estejam disponíveis em um ambiente virtual único. Que tal pesquisar um pouco mais sobre o assunto? Implementar esse tipo de tecnologia desde o início pode significar um atalho para se consolidar no seu mercado.

3. Não cuidar do registro de dados

Todo empreendedor aprende no início de sua jornada que ter uma boa gestão dos dados do seu negócio é muito importante para não se perder no meio do caminho. São dados financeiros sobre a saúde da empresa, dados sobre empréstimos, investimentos e o retorno que eles estão trazendo, dados sobre suas vendas e o momento em que o mercado se encontra.

Um erro comum para empreendedores inexperientes é coletar e armazenar informações sem muita estrutura e depois não conseguir usá-las para melhorar o próprio negócio. Imagine, por exemplo, ter um varejo e não conseguir controlar direito o seu estoque. Fica sempre aquela sensação de que a empresa poderia produzir mais do que está produzindo, certo?

Por isso, pense agora em como você quer organizar o empreendimento no futuro. Crie uma estrutura para a organização de dados, nem que seja perder um tempinho padronizando suas planilhas. Parece pouca coisa, mas cuidar bem dos dados de negócio é uma vantagem incrível sobre muitos concorrentes.

4. Ignorar ou não medir indicadores de performance

Em meio a tantos dados que a operação de um negócio gera diariamente, quais são realmente relevantes para medir o seu sucesso?

É aí que entram os indicadores-chave de performance, ou KPIs — imprescindíveis para uma gestão de qualidade. A maioria dos erros de valuation e da saúde financeira da empresa vêm da falta de uma medição apropriada de KPIs. Também é muito comum ver empreendedores implementarem esse monitoramento, mas ignorarem o que eles dizem para ir em busca apenas do feeling ou de uma aposta de mercado.

É sempre importante inovar e arriscar, mas nunca faça isso sem ter uma base segura em seus números. Estabeleça os KPIs mais importantes, estruture seu acompanhamento e sempre volte a eles na hora de tomar decisões.

5. Não investir em controle financeiro

Entre todos os erros de gestão que estamos expondo aqui, a falta de controle de informações financeiras talvez seja o ponto mais grave — isso porque ter desleixo com o dinheiro tem impacto direto na saúde da empresa.

Para não cair nessa armadilha, você precisa se atentar sempre a esses pontos:

Fluxo de caixa

Se você não consegue responder com rapidez quanto dinheiro entrou no caixa hoje, quanto foi por vendas ou por outras fontes, quanto saiu e para onde ele saiu, talvez você tenha que melhorar o seu fluxo de caixa.

O fluxo de caixa trará seu controle financeiro rotineiro e será a base mais importante para traçar estratégias de otimização financeira no futuro.

Ciclo financeiro

Não ter um ciclo financeiro bem definido é um erro comum de gestão, tanto de iniciantes quanto de empreendedores bastante experientes. Fazer esse controle significa conhecer o fluxo que o capital percorre na empresa: aquisição de mercadorias, estoque, venda, transporte etc.

Relatório de custos e despesas

Empresas que não conseguem fazer um relatório detalhado de custos e despesas acabam gastando mais do que precisam para sua operação. Um bom gestor tem controle de tudo: quanto se gasta com logística, impostos, salários, energia elétrica e até o cafezinho. Com esse controle, nada é desperdiçado e você tem mais fôlego para novos investimentos.

6. Misturar as finanças pessoais com as da empresa

Mesmo que seja um dos erros de gestão relacionados ao financeiro, preferimos destacar esse por ser tão comum e tão perigoso para empreendedores, principalmente quando estão começando o seu negócio.

O dinheiro da empresa é da empresa. Nunca use a conta empresarial para pagar despesas ou fazer compras pessoais — atitude que bagunça o relatório de finanças e atrapalha sua visão real do fluxo de caixa que falamos mais acima.

O ideal é que você, como gestor de uma empresa, defina um salário compatível com essa função. Trate a sua compensação como o salário de qualquer outro funcionário e tenha disciplina. Afinal, o sucesso do negócio é o seu sucesso.

7. Não buscar ajuda

Felizmente, o caminho do empreendedorismo hoje já é pavimentado por muitas ferramentas ao longo do caminho. Se você usa ou pretende usar tecnologia para gerir sua empresa ou a internet para oferecer produtos e serviços aos seus clientes, saiba que não precisa seguir sozinho nessa caminhada.

Já pensou, por exemplo, que você vai precisar de hospedagem para o seu site ou a sua loja virtual? Que talvez você precise de uma conta de e-mail mais profissional, com domínio próprio?

Esses detalhes fazem toda a diferença para começar um negócio mais eficiente e atrativo desde o início, para pegar impulso bem rápido e fazer diferente no mercado. Você pode ainda não entender bem sobre essas tecnologias, mas apostar em um fornecedor de qualidade garante essas vantagens desde o primeiro dia da empresa.

Apesar de ser um grande desafio, empreender é uma experiência incrível. É transformar uma ideia em realidade e construí-la com as suas próprias mãos. Pode não ser fácil, mas se você tiver foco, contar com ajuda especializada e prestar atenção nesses erros de gestão mais comum para evitá-los, não existe limite para o seu caminho!

E aí, gostou das dicas? Então curta a nossa página no Facebook e descubra muitas outras!

Quer ficar por dentro de todas as novidades? Cadastre-se e receba nossos conteúdos