Apreendedorismo: Dicas e Materiais sobre Empreendedorismo, Negócios e Marketing

Está pensando em empreender? Tire suas dúvidas e comece agora!

Empreender é o sonho de muitas pessoas, mas também é um passo difícil que precisa ser dado com um bom planejamento e muita persistência. Há muitos desafios no dia a dia de um empreendedor que podem atrapalhar o sucesso. Assim, se você está pensando em abrir um negócio, é importante se informar bem e tirar suas dúvidas antes de iniciar.

Pensando nisso, neste texto, respondemos algumas dúvidas comuns entre quem deseja começar a empreender. Descubra por que empreender, os primeiros passos, cuidados, principais erros cometidos por empreendedores iniciantes e outras questões relevantes para você se preparar para iniciar um negócio. Aproveite a leitura!

Investindo no próprio negócio: o que você precisa saber sobre isso?

Mesmo com os desafios, o empreendedorismo no Brasil está em alta: são quase 25 milhões de empreendedores no país, de acordo com dados do Sebrae. No entanto, a falta de preparo e a má gestão podem ser empecilhos para a manutenção dos negócios.

Pesquisas mostram que cerca de uma a cada quatro empresas fecha em menos de dois anos de existência. Para não cair nessa estatística, é importante se informar e ter persistência.

Uma situação cada vez mais comum no país é abertura de empresas por profissionais que acabaram de sair da faculdade. Diante do desemprego, muitos estudantes recém-formados buscam alternativas para entrar no mercado além da carteira assinada, inclusive ser autônomo e iniciar um negócio próprio.

O problema é que, apesar de terem conhecimento das suas áreas, nem sempre esses profissionais têm experiência ou intimidade com a gestão ou finanças, o que dificulta a criação e a manutenção de um empreendimento.

Nesse cenário, quem pretende iniciar um negócio precisa se preparar bem. De fato, o primeiro investimento do empreendedor deve ser em si mesmo. É importante buscar capacitações e treinamentos para começar com mais segurança e ter mais chance de sucesso na sua empresa.

Uma dica é aproveitar os cursos gratuitos. Há diversas opções para quem não quer gastar, como os conteúdos oferecidos pelo Sebrae, FGV Online, Endeavor, Coursera, Senai, edX, iTunes U, Veduca, dentre outros.

Você pode começar por cursos básicos sobre empreendedorismo e depois passar para assuntos mais específicos que vão ajudar no seu negócio, como vendas, inovação, gestão de pessoas, liderança, comunicação, estratégias de marketing — inclusive digital — etc. Avalie ainda a necessidade de fazer cursos técnicos ou de especialização para compreender melhor o mercado no qual sua ideia se insere.

Também vale a pena conversar com especialistas do mercado do seu interesse e empreendedores já estabelecidos. Essas pessoas já passaram por muitos desafios para se firmar e sabem quais erros precisam ser evitados, bem como as práticas que deram certo. Por isso, vale a pena ouvir a história desses profissionais e procurar dicas que possam lhe ajudar no seu negócio.

É interessante ainda frequentar encontros, palestras, oficinas e fóruns sobre empreendedorismo. Esses locais oferecem a oportunidade não só de aprender práticas e conceitos, mas também conhecer mais o mercado, fazer networking, conhecer potenciais parceiros e se relacionar com outros empreendedores.

Há muitas universidades e escolas de negócio que promovem eventos gratuitos. Assim, é interessante acompanhar as associações e os centro de empreendedorismo de sua preferência — como a Endeavor, a Ibmec, dentre outras —  nas redes sociais para ficar por dentro das palestras, encontros e workshops oferecidos.

Voltado para o público feminino, a Rede Mulher Empreendedora faz eventos em todo o país para estimular a independência financeira e o empoderamento das profissionais mulheres.

Se for o caso, avalie também a possibilidade de contratar uma consultoria especializada antes de iniciar o seu negócio. Assim, você terá uma orientação mais específica para o seu empreendimento.

Por que é interessante empreender?

Os motivos que impulsionam os empreendedores a abrir um negócio são diversos, desde uma busca por autonomia financeira até uma tentativa de encontrar um propósito de vida. Seja qual for sua motivação, é importante ter dedicação, determinação e estar disposto a correr riscos. Afinal, o sucesso da sua empresa depende muito de você. Compreenda a seguir algumas razões para empreender!

Realização profissional

Cansadas da rotina em um emprego que pouco lhes satisfazem, muitas pessoas decidem empreender para trabalhar com algo que elas realmente gostam.

Existem empresários que largaram empregos estáveis para se arriscar em um negócio próprio e encontraram mais satisfação em liderar do que em ser funcionário. Assim, se você tem uma boa ideia e paixão naquilo que faz, o empreendedorismo pode ser uma oportunidade de se realizar profissionalmente.

Ter independência financeira

Outro motivo que leva as pessoas a empreender é a busca por independência financeira. Isso significa ter uma renda suficiente para arcar com suas despesas sem precisar de um salário fixo. Quando o profissional é independente financeiramente, ele deixa de trabalhar por necessidade e passa a trabalhar por prazer. A abertura de uma empresa pode ser uma forma de ganhar autonomia e alcançar maiores rendimentos.

Oportunidade de mercado

Também é interessante empreender se você enxerga uma oportunidade de mercado na sua região ou área de interesse. Por exemplo, se você nota que no seu bairro não tem um determinado serviço ou sente falta de um aplicativo que resolva um problema do seu cotidiano, isso pode se tornar uma ideia de empresa.

Se há alguma demanda ou necessidade, existe uma brecha para criar um negócio e ajudar as pessoas. Portanto, não deixe de arriscar se você tem uma ideia que acredita.

Gerar empregos para sua região

Além de ajudar a resolver problemas do cotidiano, o seu empreendimento também causa um impacto na vida das pessoas de outra forma: pelo emprego. Assim, gerar trabalhos e dar oportunidade para as pessoas ao seu redor também são algumas das motivações para empreender.

Pense, especialmente, em modelos de negócio que auxiliem as pessoas a crescer e, até mesmo, criarem uma base para depois empreenderem por conta própria.

Ter liberdade de trabalhar em qualquer hora e lugar

Já pensou trabalhar na beira da praia? Ou quer ter mais tempo para sua família? Ainda que nem sempre empreender signifique trabalhar menos, pode ser uma forma de ter mais flexibilidade de horário e até de local.

Com a prestação de serviços pela internet ou na área de tecnologia, por exemplo, muitas vezes, tudo o que você precisa para trabalhar é de um computador. Existem vários negócios que permitem que você não fique preso a um escritório.

Uma forma de ter essa liberdade, por exemplo, é se tornar um Microempreendedor Individual (MEI). Podem ser enquadrados nessa categoria os empreendedores que trabalham por conta própria — ou têm apenas um funcionário — e faturam até R$ 81 mil por ano. A formalização dá direitos ao profissional, como acesso a crédito e benefícios previdenciários.

O que é preciso para empreender?

Para empreender não basta ter capital ou enxergar uma oportunidade de negócio, é importante ter algumas atitudes empreendedoras, como:

  • iniciativa — não ficar parado esperando uma chance aparecer, mas sair da zona de conforto e criar as próprias oportunidades;
  • persistência e determinação — não desistir nos primeiros obstáculos, e sim adaptar-se e dar o máximo de si para atingir os objetivos;
  • coragem de correr riscos, mas tendo pensamento analítico para avaliar as situações e enfrentar o que se acredita que terá sucesso;
  • autoaperfeiçoamento — buscar sempre melhorar a si mesmo e a empresa;
  • comprometimento — isso significa ter responsabilidade, cumprir prazos, fornecer produtos e serviços de qualidade e ter foco na satisfação do cliente;
  • vontade e otimismo — ainda que tenha consciência de que o sucesso depende de muito trabalho e dedicação, o empreendedor precisa ter atitude positiva para se manter motivado;
  • liderança — ter aptidão para ser protagonista e inspirar pessoas;
  • sociabilidade e comunicação — conseguir boas redes de relacionamento e ter facilidade em integrar a equipe;
  • visão de negócios — saber a importância de se manter atualizado no mercado, buscar informações sobre o setor e os concorrentes;
  • competência — ser um profissional qualificado e dedicado que procura se capacitar;
  • organização e planejamento — ser capaz de estabelecer metas e organizar suas tarefas também é essencial para manutenção da sustentabilidade de um negócio.

Essas são algumas atitudes importantes para ser um bom empreendedor. Além disso, lembre-se de que é preciso entender o problema que você quer resolver, abraçar sua ideia e se manter firme nos seus objetivos para abrir uma empresa de sucesso.

Quais são os primeiros passos para empreender?

Você acredita que tem atitudes empreendedoras e o que é necessário para ser um empreendedor, mas não sabe por onde começar? Então, confira os primeiros passos para o caminho do empreendedorismo!

Faça uma autoanálise

Antes de abrir um negócio, pare para analisar você mesmo. Reflita se você tem realmente tempo, dedicação, vontade e está preparado para começar. O empreendedorismo é um percurso árduo e cheio de riscos. Por isso, é importante que você esteja disposto a trabalhar mais do que em um emprego padrão e tenha paciência, já que vai demorar um período até sua empresa crescer.

Nesse contexto, também é relevante ter capital de giro — ou seja, uma reserva financeira — para manter o negócio até que você consiga recuperar o seu investimento inicial.

Compreenda o seu negócio

As possibilidades do empreendedorismo são infinitas. Você pode tanto abrir uma loja, como investir em uma franquia, prestar serviços, oferecer consultorias, criar um produto para vender, dentre outros. Assim, defina bem o que você quer fazer e qual problema do seu público você pretende solucionar.

Nesse âmbito, também é válido avaliar o seu público-alvo para compreender quais serviços e produtos eles buscam e perceber se há possibilidade de aderência à sua ideia.

Tenha um plano de negócios bem estruturado

O próximo passo é ter um plano de negócios bem estruturado. Não adianta “tentar abraçar o mundo” ou “sair atirando para todos os lados”. Você precisa entender aonde quer chegar para se planejar e realizar as ações necessárias no caminho.

Um plano de negócios deve ser feito com muita pesquisa e precisa identificar a viabilidade do empreendimento, os custos, o retorno previsto, o espaço no mercado, os possíveis clientes, fornecedores e até algumas definições sobre o marketing da empresa.

Esse documento é a base para o sucesso do seu empreendimento. Por isso, deve ter todas as informações sobre o seu empreendimento, inclusive a missão e a visão da sua empresa. Nesse cenário, também é válido compreender o seu plano de negócios e a sua empresa em relação ao mercado e definir os seus objetivos a curto, médio e longo prazo.

Busque suporte especializado

Antes de iniciar um negócio, procure ainda por parceiros que possam otimizar a gestão dele. Se você pretende criar um e-commerce, por exemplo, a Locaweb oferece serviços e produtos para você criar o seu site ou uma loja virtual, bem como montar a sua estratégia de marketing digital.

Que cuidados tomar ao iniciar um negócio?

Começar um empreendimento é um passo difícil, no entanto, com alguns cuidados, você pode trilhar esse caminho mais facilmente. Veja algumas dicas para você se preparar!

Tenha familiaridade com o problema que você quer resolver

Muitas ideias de negócio podem surgir do seu cotidiano, de problemas que você mesmo tem. Aliás, ser cliente do seu próprio produto ajuda o empreendedor a entender melhor as demandas e preferências do seu público, bem como a buscar sempre o melhor para os seus clientes.

Por exemplo, a empresária Larissa Souza criou uma empresa de entrega de lanches para crianças ao perceber a ausência de opções saudáveis na cantina da escola dos seus filhos — e são eles o principal foco da empreendedora na hora de desenvolver produtos.

Acredite em você mesmo

Para abrir o seu negócio, você vai precisar vender sua ideia para os parceiros, fornecedores, clientes, instituições financeiras etc. Desse modo, é importante ter confiança nas suas habilidades e na sua proposta para transmitir com confiança e clareza as suas ideias.

Não desanime com a rejeição

No caminho para o sucesso, não raro o empreendedor precisa lidar com rejeições. No entanto, não desanime. Se alguém disser “não” para sua ideia, entenda os motivos da rejeição e continue tentando. Todo profissional já ouviu um “não” algum dia e teve que lidar com obstáculos. É preciso ter persistência para fazer o seu negócio dar certo.

Encontre diversão no que você faz

Muitas vezes, empreender significa trabalhar e se dedicar mais. Portanto, é importante se envolver em algo que seja divertido para você. Busque aquilo que motiva você e crie uma rotina que também lhe traga alegria.

O que fazer para se diferenciar?

Na hora de montar um negócio, é importante se planejar bem e buscar formas de se diferenciar dos seus concorrentes. Primeiro de tudo, você precisa criar um plano que estabeleça o seu público-alvo, analise o mercado e determine os detalhes do seu empreendimento.

Com essa base, é hora de avaliar os custos para iniciar o seu negócio. Lembre-se de que uma empresa demora um certo tempo até dar lucro, portanto esteja preparado até conseguir recuperar o seu dinheiro investido. Nesse contexto, é preciso ainda aprender a economizar e a reduzir custos empresariais para otimizar os seus recursos financeiros.

Como já falamos, os cursos de capacitação e os encontros sobre o assunto também são fundamentais para os empreendedores. Esses treinamentos e eventos ajudam você a ter uma perspectiva mais ampla do setor, descobrir as melhores práticas e conhecer possíveis parceiros.

Nesse âmbito, o networking nunca deve ser negligenciado. Aumente sua rede de contatos, converse com profissionais e especialistas na área, escute as pessoas que são mais experientes que você. Isso deve ser feito tanto de maneira presencial como online.

As redes sociais são uma ótima ferramenta para trazer mais visibilidade para você e para o seu negócio. O LinkedIn, por exemplo, é uma importante rede de contatos profissionais. Já no Facebook, Twitter e Instagram, vale criar páginas para que sua empresa seja conhecida entre o público.

Uma boa estratégia de marketing digital pode diferenciar você dos concorrentes e atrair mais clientes para o seu empreendimento. Ao criar um blog, por exemplo, você pode escrever sobre assuntos do interesse do seu público e tornar sua marca uma referência de conteúdo.

Já o e-mail marketing ajuda você a manter uma comunicação mais próxima com o cliente e facilita na hora de levar a pessoa para uma etapa mais próxima da compra de um produto ou serviço.

Que erros devem ser evitados?

Na hora de empreender, vale aprender com quem já passou por algo similar para não repetir erros. Dessa forma, lembre-se de conversar com outros empreendedores. Separamos neste tópico os erros mais comuns. Entenda e veja como evitar!

Não se planejar

Um dos maiores erros de gestão é a falta de planejamento. Antes de investir em um negócio, é preciso se planejar e pensar bem nas ações que serão realizadas para atingir os seus objetivos profissionais e empresariais.

Se você tem uma ideia de negócio, pense bem nas oportunidades dessa área, a situação do mercado e as possibilidades de sucesso. Isso vai dar mais segurança na hora de investir o seu dinheiro.

Misturar dinheiro da empresa com o pessoal

Outro erro comum entre os empreendedores que estão começando é misturar as contas pessoais com os gastos da empresa. Isso pode afundar o empresário em dívidas e até levar o seu empreendimento à falência.

Portanto, mantenha as finanças separadas. Crie formas de organizar os custos e as despesas do seu negócio por meio de planilhas e softwares e defina um pró-labore para os sócios.

Esse pagamento é como um salário que cada dono recebe pelos serviços prestados, que pode ser tanto um valor fixo como uma porcentagem sobre os lucros da empresa. O importante é que o pró-labore conste no planejamento financeiro da empresa.

Empreender pelos motivos errados

A necessidade tem levado muitos jovens a empreender, no entanto, fazer isso apenas pelo dinheiro não é uma boa ideia. Afinal, nem sempre os ganhos financeiros serão o principal resultado do negócio.

No início, por exemplo, você terá que investir muito mais recursos do que vai ter como retorno. Outro problema de pensar somente no financeiro é perder a identidade da sua empresa. É melhor ter uma paixão ou outras motivações para começar um negócio!

Não conhecer bem seus clientes

Também é um erro não conhecer bem o seu público. Não basta apenas gostar do setor em que você decidiu empreender e oferecer produtos ou serviços que agradam a você ou aos seus amigos. O foco deve ser nos clientes! Esforce-se para entender os anseios do seu público e manter a qualidade dos produtos.

Entender o cliente também é importante não só para satisfazê-lo, mas para conseguir divulgar de maneira mais eficiente a sua marca. Você pode fazer isso por meio de pesquisas de opinião ou testes de mercado, por exemplo. Com a determinação de um perfil de comportamento do seu cliente, fica mais fácil desenvolver produtos e serviços.

Como otimizar a rotina do negócio?

A vida de um empreendedor é muito corrida e cheia de desafios. Por isso, é importante buscar maneiras de otimizar a sua rotina e tornar o seu negócio mais produtivo. Vale, por exemplo:

  • começar a empreender por algo que você já conhece e tem familiaridade;
  • evitar gastos desnecessários — se você está começando com pouco dinheiro, foque no que for fundamental;
  • analise a possibilidade de adotar um home office ou um espaço de coworking, especialmente se sua empresa for de prestação de serviços ou não precisar de um espaço físico inicial;
  • utilize ferramentas de organização para ser mais produtivo;
  • aproveite o marketing digital para atrair clientes de maneira mais barata e eficiente;
  • busque clientes mesmo antes de começar a vender os seus produtos, assim você já testa se há espaço para o seu negócio e deixa sua marca mais conhecida.

Iniciar um negócio não é fácil, no entanto, com persistência e dedicação você pode se tornar um empreendedor de sucesso. Por isso, se sua intenção é empreender, não se deixe desanimar no primeiro obstáculo. Busque informações, faça cursos na área e se prepare para levar sua ideia adiante!

Achou útil este post sobre com dicas de como começar a empreender? Então, assine a nossa newsletter e fique bem informado com conteúdos relevantes para quem está iniciando um negócio!

Quer ficar por dentro de todas as novidades? Cadastre-se e receba nossos conteúdos