Apreendedorismo: Dicas e Materiais sobre Empreendedorismo, Negócios e Marketing

Entenda como fazer a precificação dos serviços da sua empresa

Fazer a precificação de serviços é um verdadeiro desafio às empresas prestadoras. Diferentemente de produtos, há muitos outros valores envolvidos, além de certa subjetividade na hora de avaliar algo que não é tangível.

Na hora de definir esse preço, uma série de fatores devem ser avaliados, desde as necessidades da empresa até a observação da média do mercado. Neste post você vai entender como fazer essa precificação, avaliando fatores fundamentais. Confira!

Considere o custo do trabalho

A precificação de serviços precisa considerar os custos da execução desse trabalho. A cada vez que ele é feito, há valores envolvidos, que devem ser identificados e colocados na ponta do lápis, já que a empresa precisa arcar com esses valores.

Entre esse custo, entram alguns como deslocamento, materiais utilizados, despesas, como refeições dos funcionários, parte de seus salários, entre outros. Tudo isso precisa estar incluso no preço final do serviço prestado.

A inclusão desses valores no preço do trabalho permite que tudo isso seja arcado, sem que a empresa precise retirar do seu próprio bolso. Dessa forma, o próprio serviço paga o seu custo.

Atente para as despesas fixas do negócio

Todo negócio tem despesas fixas, ou seja, aquelas que estarão lá mês após mês. Elas podem ser consideradas fundamentais para que a empresa se mantenha em atividade e, assim, siga prestando seus serviços.

Entre as principais, estão o aluguel do espaço, contas de energia e água, manutenção de equipamentos e veículos, entre outras igualmente importantes. O diferencial é que essas despesas não mudam, independentemente se a empresa tem um faturamento alto ou baixo no mês.

Por serem bem mais fáceis de identificar, as despesas fixas podem ser mensuradas com facilidade, assim, a precificação de serviços pode considerá-las de maneira clara. Naturalmente, o preço cobrado considera uma parte desses valores. Dessa forma, é possível saber em quantos serviços as despesas totais são cobertas.

Observe os custos variáveis

Os custos variáveis estão ligados ao volume de serviços que a empresa presta. Talvez eles sejam os mais difíceis de serem identificados, mas devem ser vistos com a real importância que têm. Quanto mais seu trabalho é solicitado, maiores os custos variáveis.

Se sua empresa presta um serviço em que é necessário ir até o cliente, haverá custos com deslocamento, por exemplo, da mesma forma que também são usados materiais para a execução. Tudo isso tende a aumentar se há mais demandas no mês, então o preço precisa prever isso.

Essa é uma questão que gera dúvidas, muitas vezes sendo entendida uma necessidade de preços que se adaptem a esse volume, o que não é o correto. Afinal, não dá para mudar o quanto você cobra pelo seu trabalho todo mês, sem que eles sejam produtos.

O ideal é definir um preço com certa margem a mais, que seja capaz de custear esses valores, mesmo em períodos de maior variação, especialmente quando há maior demanda.

Defina a margem de lucro pretendida

Qualquer empresa inicia com apenas um objetivo: o lucro. Para que ele realmente seja conquistado, a precificação de serviços é uma etapa que deve ser feita pensando nele. Até aqui, você viu como os custos e despesas devem ser considerados nos preços cobrados, mas o lucro também precisa ser previsto.

O primeiro exercício é justamente definir qual será a margem de lucro que você pretende de uma forma geral ao seu negócio. Ela envolve questões pessoais relacionadas ao empresário, como também deve considerar o desenvolvimento do negócio. É importante sempre ter uma visão realista.

Diante desse valor geral, é hora de definir como ele será distribuído por cada venda do serviço prestado. Essa divisão também precisa ser realista, não encarecendo exageradamente os valores.

Diante de uma previsão de quantos serviços serão prestados no mês e considerando o lucro geral pretendido, é possível chegar ao percentual de lucro obtido em cada prestação de serviço.

Considere o valor praticado no mercado

Muito provavelmente a sua empresa não será a única a prestar o serviço, já que há sempre um mercado com concorrentes, diretos ou indiretos. Dentro desse contexto, é fundamental avaliar os preços que estão sendo praticados no segmento.

Se a sua empresa cobra valores muito abaixo do que é o comum, há duas possibilidades: a primeira é o lucro baixo, já que seria possível faturar muito mais; já a segunda tem mais a ver com a saúde do segmento, já que a tendência é a desvalorização do serviço prestado. Nada garante que chegue uma outra empresa e cobre ainda menos.

Em contrapartida, valores muito acima do mercado também podem ter um efeito ruim, só que dessa vez mais direcionado ao seu negócio. Preços altos só são cobrados quando há a questão de valor agregado, como em marcas de luxo ou que sejam referências absolutas no segmento.

O equilíbrio deve marcar a precificação de serviços. Preços competitivos são aqueles que ficam próximos do mercado, independentemente se mais altos ou mais baixos, mas que sejam capazes de arcar com despesas, custos e ainda oferecer lucro.

Não se esqueça da diferença entre preço e valor

Questão de entendimento fundamental, a diferença entre preço e valor é justamente o que vai marcar o sucesso financeiro de uma empresa. Só você pode mensurar quanto vale o serviço que você presta, o que não quer dizer que o quanto você cobra será exatamente isso.

Se seu negócio é uma oficina mecânica, por exemplo, serviços simples, como uma troca de óleo, podem custar pouco, mas há a questão da expertise. Quem mais poderia executá-lo além de profissionais? Essa questão precisa ser considerada na hora justamente de definir o preço.

Pode ser que determinado trabalho valha R$ 50, mas sua empresa cobra R$ 300 por questões como comodidade, qualidade na execução, credibilidade no mercado e outros fatores.

A questão é: sua empresa é capaz de oferecer um trabalho que valha o quanto cobra? Se sim, você pode definir esse preço e ele será adequado.

A precificação de serviços é fundamental para o sucesso de sua empresa, permitindo que ela consiga custear suas despesas e, principalmente, obtenha o lucro desejado. Assim, é possível ter longevidade no negócio e saúde financeira!

Outros conteúdos como este podem ser importantes para a gestão da sua empresa. Você encontra todas as novidades em nossas redes sociais! Estamos no Facebook, no LinkedIn, no Twitter, e no YouTube.

Quer ficar por dentro de todas as novidades? Cadastre-se e receba nossos conteúdos