Apreendedorismo: Dicas e Materiais sobre Empreendedorismo, Negócios e Marketing

Tire 7 principais dúvidas sobre os sites responsivos

Você sabia que, segundo um estudo da Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro e do Instituto Ipsos, o smartphone já é o meio preferido de acesso à internet no Brasil? Inclusive, os aparelhos móveis já representam a maioria do tráfego da web em todo o mundo. São dados significativos, que mostram o quanto é importante ter um site responsivo.

Se você tem dúvidas sobre esse conceito, não se preocupe. Neste post, vamos esclarecer os principais questionamentos sobre o assunto e demonstrar por que você precisa cuidar para que suas páginas sejam compatíveis com os dispositivos móveis. Acompanhe!

1. O que é um site com design responsivo?

Páginas web com um design responsivo são aquelas que contam com um layout flexível, que se ajusta de acordo com o tamanho da tela do dispositivo do usuário. Com isso, o texto, as imagens, os botões, o menu de navegação e outros elementos adquirem uma disposição e tamanho ideais para proporcionar uma experiência agradável ao visitante do site.

Esse ajuste ocorre automaticamente, o que também permite que a página se adapte conforme o usuário altera o tamanho da janela do navegador ou muda a orientação do dispositivo de vertical para horizontal ou vice-versa.

2. Como funciona?

Para construir um site responsivo, é necessário um trabalho conjunto de design e desenvolvimento, para que as suas páginas sejam programadas com alguns detalhes que deem flexibilidade aos componentes visuais.

Isso envolve desde a orientação deles dentro da página até a eliminação de textos, mídias e funcionalidades — desde que isso não prejudique a usabilidade —, o que é perfeitamente normal, já que a tela menor do mobile tem mais limitações que o desktop.

3. É muito caro ter um site responsivo?

Pode parecer que isso demanda um esforço muito grande, mas custoso mesmo seria criar versões diferentes de um site para tamanhos distintos de tela. Seria preciso escolher quais dimensões priorizar, porque é impraticável construir páginas compatíveis com cada um dos dispositivos existentes no mercado.

Vale lembrar que existem plataformas de gerenciamento de conteúdo, como o WordPress, que já têm temas responsivos prontos (tanto pagos quanto gratuitos), o que permite deixar o site ou blog que usa esse sistema compatível com os aparelhos mobile.

Além disso, soluções como o criador de sites da Locaweb disponibilizam templates responsivos a preços bastante competitivos.

4. Por que se tem falado tanto em responsividade na web?

Como vimos no início do post, o uso de gadgets para acessar a internet já se tornou parte da rotina das pessoas por todo o mundo. Checar e-mails, usar aplicativos de troca de mensagens e conferir as redes sociais são hábitos comuns aos donos de smartphones, e navegar na web também está entre essas atividades.

Por isso, é fundamental pensar na experiência do usuário que chega ao seu site. É preciso que ele consiga navegar com conforto, sem enfrentar problemas como a necessidade de rolagem excessiva da tela, a dificuldade em selecionar as opções no menu e a inconveniência de ter que ampliar as páginas para enxergar o conteúdo.

5. O fato de um site ser responsivo influencia seu posicionamento no Google?

Sim! Desde 2015, o Google considera a compatibilidade de um site com dispositivos mobile como um fator importante para o posicionamento de uma página nas buscas realizadas a partir de gadgets móveis. Ou seja, em pesquisas realizadas no desktop, o ranqueamento de um site que não seja amigável ao uso com esses aparelhos não será tão afetado.

Contudo, já que a maior parte do tráfego da internet é proveniente de smartphones e equipamentos similares, como já mostramos, isso é algo que merece bastante atenção. Ainda que existam outras maneiras de deixar um site mobile-friendly, é importante destacar que o design responsivo é o padrão que o Google recomenda.

6. Quais são os benefícios de um site responsivo?

Existem inúmeras vantagens em disponibilizar um site responsivo para os seus visitantes. Veja algumas das principais!

Aumento da visibilidade da marca nos buscadores

Os mecanismos de busca estão entre as maiores fontes de tráfego para um site, principalmente se ele estiver em uma boa posição nos resultados de pesquisa. Na seção anterior, entendemos até que ponto o Google dá preferência aos sites preparados para mobile, o que mostra a importância de investir nessa adaptação para conseguir mais visitantes provenientes dos buscadores.

Mais liberdade para o usuário

As páginas responsivas oferecem a possibilidade de as pessoas escolherem se querem acessar o seu site do desktop, laptop, smartphone, tablet etc. O importante é que ele tenha uma experiência agradável, independentemente da escolha.

Maior taxa de conversão

Garantindo que não haverá barreiras para utilizar as funcionalidades do site, você alcançará uma maior taxa de conversão, à medida que o visitante consegue realizar as tarefas que deseja sem dificuldades (fechar uma compra, entrar em contato com a empresa, baixar um conteúdo, entre outras).

7. O que não pode faltar em um site responsivo?

Abaixo, listamos mais alguns detalhes dos quais você não pode esquecer ao construir um site com design responsivo.

Atente ao peso das imagens

Precisamos lembrar que quando o usuário acessa páginas web de um dispositivo mobile, é muito provável que ele tenha uma conexão razoável. Por esse motivo, cuidado para não usar imagens de resolução muito elevada. Um site responsivo não deve apenas ajustar as dimensões das imagens — é preciso que elas tenham uma resolução conveniente ao aparelho do usuário.

Cuide dos links e botões

Lembre-se também que em telas sensíveis ao toque os links e botões devem ser espaçados o suficiente de outros elementos para que o usuário não acesse outras opções por engano, além de serem grandes o bastante para uma seleção confortável.

Mantenha apenas o que for necessário

Falamos que é preciso eliminar alguns elementos devido às limitações dos dispositivos menores. Portanto, não sinta remorso em retirar alguns conteúdos. Deixe apenas o que for essencial para o uso e para a compreensão.

Portanto, se você se preocupa em promover um maior envolvimento do público com a sua marca enquanto ele interage com ela e quer ter uma presença online consistente, investir em um site responsivo é fundamental. Há alguns anos, essa prática poderia até ser opcional, mas com a popularização dos smartphones e outros gadgets, ela se tornou indispensável.

Conseguiu esclarecer as suas dúvidas sobre o assunto? Quer saber mais sobre as nossas soluções que levam a responsividade a sério e podem contribuir para o sucesso do seu site? Então, entre em contato conosco!

Quer ficar por dentro de todas as novidades? Cadastre-se e receba nossos conteúdos